Olá, pessoal!

O que estão achando do novo visual do blog? Com ele, a coluna Aleatoriedades também ganhou nova roupagem e vamos abordar diferentes temas. Iniciaremos o mês com algo que tenho lido frequentemente nos comentários de vocês e que sempre tive vontade de esclarecer. Vamos saber do que se trata?


História ou Estória?


Sei que muitos aprenderam que história é usado para fatos verídicos e/ou históricos - propriamente ditos - e que estória é associado a relatos fictícios e/ou sem comprovação. Prova disso, como citei no primeiro parágrafo da postagem, é que leio cada comentário do blog e a frequência em que o termo estória é usado é grande.

Sendo assim, gostaria de dizer que, mesmo a palavra tendo sido utilizada por um grande nome da nossa literatura brasileira (Guimarães Rosa), a nova Reforma Ortográfica eliminou a grafia estória e recomenda o uso de história para ambas as aplicações; seja realidade ou ficção. Portanto, apenas a grafia história - tanto no sentido de ciência histórica, quanto no de narrativa de ficção ou conto popular - é gramaticalmente correta.

Em resumo, não se deve mais usar o termo estória, mesmo em se tratando de evento fictício. Use somente história (com h). Ok? Abaixo há algumas aplicações.

Exemplos:
  • O livro tem uma história maravilhosa!
  • O autor desenvolveu uma história espetacular e viciante.
  • A história de vida daquele rapaz é um exemplo para todos nós.
  • História do Brasil é uma matéria excelente.

É isso! Simples, né?

Espero que tenham gostado do post. Se tiverem dúvidas sobre outras aplicações ou quiserem dar dicas de novas postagens sobre língua portuguesa, só colocar nos comentários. Todos são lidos com muito carinho.

Beijão,