Escolhi este livro para ler porque sempre tive curiosidade de saber mais sobre a vida de Renato Russo. O que falam por aí é que ele morreu devido a complicações da Aids e que usava muita droga, mas eu sentia falta de saber o que realmente aconteceu e o que se passava na mente deste artista tão inteligente e completo. 

 Só por hoje é mais do que um diário de Renato Russo, Só por hoje e para sempre é um livro essencial para todo mundo que tem problemas para lidar com seus medos e problemas diários.Vocês podem estar se perguntando o que um diário de um viciado em drogas e bebida alcoólica tem a ver com os problemas que todos enfrentamos? Simples! Renato é sensacional e vários problemas que ele enfrentou são de cunho emocional que o levaram a usar drogas para se desligar do mundo e esquecer todo o sofrimento gerado pelo seu comportamento exagerado em seus relacionamentos.

O que eu mais gostei no livro foi ver a sinceridade nas palavras de Renato e a sua entrega para melhorar e se livrar do vício. Logo no começo do livro deparamos com uma carta muito significativa do medo para  Renato. Eu gostei bastante do que ele escreveu porque se encaixa com os sentimentos de medo que nós enfrentamos todos os dias. Medo de mudanças, medo de seguir em frente, medo da violência e ect. O medo é paralisante, mas Renato conseguiu lutar contra ele e escreveu algo marcante como uma forma de desabafar e seguir adiante no tratamento.

"Seu poder superior é muito forte e acho que você deve seguir seu caminho. Estarei adormecido, e digo isso porque que disso você sabe. Você me controla e não tenho mais espaço para respirar. Você sabe que vou tentar voltar. Mas reconheço minha derrota. Cuidado amigo, seu medo.”

Foram dois meses de tratamento documentados através de cartas que Renato escrevia de acordo com as atividades propostas pelos médicos e psicólogos. Nestas cartas, ele falou sobre alguns de seus relacionamentos mais intensos, sua relação com as drogas e as bebidas, as recaídas, sua relação com a família, com a banda e comentou sobre momentos “trágicos” da carreira por conta do seu vício.  Ele perdeu amigos, brigou várias vezes com integrantes de banda, perdeu contratos e gastou boa parte do seu dinheiro em heroína e outras drogas fortes.


Outra parte interessante do livro foi quando ele falou que o público gostava de vê-lo rebelde e bêbado no palco. Eles preferiam ver um Renato Russo doido e inteligente a um Renato Russo certinho e careta. O cantor comenta várias vezes sobre essa necessidade do público em rotulá-lo como inconsequente e revoltado.

“Além do fato de que a maior parte das pessoas acha que só alguém que não é normal escreve canções profundas.”

Eu recomendo a leitura para todos, não só aos fãs de Renato Russo, mas todos sem exceção.Creio que é importante saber o que se passa na cabeça de um dependente químico e ver que muitos, assim como Renato, se esforçam para melhorar e largar o vício. Tenho certeza de que este livro vai abrir muito a sua cabeça e sua visão de mundo, afinal Renato Russo é e sempre será um gênio da música.

Obs: O álbum "O descobrimento do Brasil" foi composto e gravado depois que Renato saiu da clínica de reabilitação. Algumas músicas, tal como "Os anjos", foram inspiradas nos relatos das cartas que ele escreveu durante o tratamento.

Classificação:




Beijos,