• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    O resgate no mar, parte II - Diana Gabaldon

    Depois de vinte anos sem se ver, com muitos acontecimentos marcantes, Jamie e Claire já não são mais os mesmos. Claire, de volta ao futuro e grávida, sofreu com a distância imposta entre ela e o amor de sua vida, ainda mais com a incerteza sobre a sobrevivência ou não de Jamie. Porém, nada se compara aos horrores que ele viveu. Horrores que o marcaram na alma e que o transformou em um homem diferente do que Claire se lembrava. Agora, quando se reencontraram são muitos os obstáculos a serem vencidos. Embora o amor tenha prevalecido até agora, os vinte anos separados vem cobrar seu preço e eles vão ter que se conhecer de novo, e ainda tentar superar os segredos que podem por essa relação á prova.

    Esse foi um dos livros da série que tive mais receio de ler. Logo na primeira parte desse livro se tornou inegável que ambos, Jamie e Claire, eram pessoas diferentes, marcados por tudo que lhes aconteceu nesses vinte anos. E meu medo foi que essa mudança fosse alterar o relacionamento deles e que, mesmo que conseguissem superar e ficar juntos, ainda não fosse ser como antes. Eles passaram por tantas dificuldades, tantos obstáculos, e fiquei com medo de que nesse livro esses obstáculos fossem ser maiores do que a força de vontade deles. Mas ainda bem que eu estava errada e esses meus medos se mostraram desnecessários.

    No início Claire está mais abalada, eu diria até um pouco frágil. Assim como Jamie que me pareceu mais frio em suas atitudes, mesmo que ainda fosse perceptível seu amor e sua devoção à Claire. Porém, conforme fui avançando na leitura pude perceber a mudança neles, como ambos foram progredindo e voltando a ser o que eram. 
    Nunca amei ninguém a não ser você, Sassenach, nunca, desde o dia em que a vi. 
    Claire foi se mostrando mais segura, decidida. Mostrando sua força novamente, aquela força que ela mostrou no primeiro livro e que nos conquistou logo de cara, aquela força que a fazia lutar pelo que queria, aquela obstinação que não a deixava abaixar a cabeça. E Jamie.. ah Jamie.. esse só arrebatou meu coração ainda mais! Sofri junto com ele por tudo que teve de passar, e quando ele foi novamente mostrando toda a intensidade do seu amor por Claire, todo aquele medo que ele tinha de perde-la e que o fazia lutar por eles, fui ficando ainda mais apaixonada por ele.
    "- Só você – ele disse, tão baixinho que eu mal podia ouvi-lo. – Adorá-la com meu corpo, dar-lhe todo o serviço de minhas mãos. Dar-lhe meu nome e todo o meu coração e minha alma também. Só você. Porque você não me deixará mentir... e assim mesmo você me ama."
     Esse livro também abre espaço para admirarmos outros personagens. A irmã de Jamie, Jenny é uma. Apesar de compreender sua proteção com relação a Jamie, ainda me deu certa raiva de suas atitudes (qualquer pessoa que não os apoie imediatamente tem minha repreensão, haha). Agora, Ian já me conquistou completamente. Embora jovem e bastante imaturo, o achei muito parecido com Jamie e, talvez por essa semelhança, me fez gostar muito dele. Além disso ainda temos Fergus, que nos encanta por ter conseguido superar tudo que passou e não deixou nada abalar suas estruturas.

    A narrativa de Diana continua com a mesma fluidez que teve desde seu primeiro livro e que torna todas as centenas de páginas de suas histórias deliciosas de se ler - algo surpreendente pra quem mantém uma série tão extensa, ainda mais se tratando da história de dois mesmos personagens. É uma narrativa em primeira pessoa, em sua maior parte pelo ponto de vista de Claire, que nos envolve completamente. Sempre amei isso nos livros da Diana, essa habilidade de nos transportar pra sua história, de fazer com que 600, 800 páginas não fossem nada. Então, por mais que seja um livro grande, é muito fluido e com uma leitura rápida e prazerosa.

    O resgate no mar é mais um dos maravilhosos livros de Diana que recomendo de olhos fechados. Essa mulher sabe como desenvolver um romance, como estendê-lo sem o tornar chato, repetitivo ou cansativo. Tem sempre algo novo, emoções, conflitos e situações arriscadas que nos deixam com os nervos à flor da pele e torcendo pra dar tudo certo. Ela consegue arrebatar nossos corações e evoluir com a história, realmente progredir ao invés de estagnar em uma mesmice. É definitivamente uma das minhas séries favoritas, simplesmente sensacional, que só me surpreende e que nunca vou deixar de amar!

    Classificação:





    Beijos,