• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Os bons segredos - Sarah Dessen

    Sydney sempre viveu à sombra do irmão mais velho, o queridinho da família. Até que ele causa um acidente por dirigir bêbado, deixando um garoto paraplégico, e vai parar na prisão. Sem a referência do irmão, a garota muda de escola e passa a questionar seu papel dentro da família e no mundo. Então ela conhece os Chatham e é inserida no círculo caótico e acolhedor dessa família; Sydney pela primeira vez encontra pessoas que finalmente parecem enxergá-la de verdade. Com uma série de personagens inesquecíveis e descrições gastronômicas de dar água na boca, Os Bons Segredos conta a história de uma garota que tenta encontrar seu caminho e acaba descobrindo a amizade, o amor e uma nova família.

    A jovem Sidney se sentiu invisível praticamente durante toda sua vida. Peyton, seu irmão, sempre foi o centro das atenções, assim como das preocupações, da família e amigos. Ele é um rapaz lindo, carismático, mas que possui uma terrível tendência autodestrutiva que lhe rendeu diversas punições e temporadas na reabilitação. Por mais que o pai tente reverter a condenação – e a mãe além de não se conformar com a situação, também não consegue enxergar a culpa do filho –, Sidney se vê encurralada por olhos e comentários maldosos dos vizinhos e do pessoal da escola. Decidida a mudar de ares, ela troca a renomada Perkins Day pela Jackson e nem imagina que sua vida está prestes a mudar.

    Certa tarde, para fugir do clima insuportável de casa, ela entra na Seaside Pizzaria e lá conhece a entusiasmada Layla, a filha do dono do restaurante e que tem uma fixação por batata frita. A amizade entre elas é instantânea. Então, ir à pizzaria depois da escola se torna fundamental e logo Sidney conhece o restante da família Chatham: Rosie, a irmã mais velha e que também passou por uma fase problemática; o senhor Chatham, pai da amiga e que comanda a pizzaria e adora tocar banjo; a senhora Chatham, com Sidney passa a compartilhar seu amor por reality shows e que, mesmo doente, é quem mantém todos unidos; e Mac, o irmão mais velho de Layla e a pessoa que vai fazer com que Sidney se considere alguém “de verdade”.

    Antes de mais nada, Os Bons Segredos não é um livro extraordinário. Não espere um grande enredo, cheio de suspense ou grandes reviravoltas. Leia com tranquilidade, num momento calma e com tempo disponível. Por quê? Porque apesar de não apresentar uma história devastadora, de tirar o fôlego e coisa e tal, é um livro delicioso. Simples. De uma sutileza contagiante, que nos envolve de maneira tão familiar que dá aquela vontade de tirar a protagonista de dentro do livro e abraçar.

    Os temas abordados são profundos, sim, mas escrita leve e encantadora da Sarah os transforma em plumas. Há certos momentos com um pouco de tensão, que gera aquela revolta, mas eles não se sobrepõem aos momentos cheios de amor, amizade e cumplicidade que encontramos no decorrer das páginas. Li alguns comentários frustrados sobre o final, mas não consigo imaginar que tipos de desfechos essas pessoas esperavam de uma obra que deixa claro sua simplicidade desde o início. Fiquei satisfeita com o que a autora nos proporcionou e, talvez, se fosse diferente, não teria me agradado tanto.

    Essa foi minha primeira experiência com a Sarah e optei pela leitura para sair um pouco da minha zona de conforto. Minhas leituras passam por fases e, a mais recente, era distopia. Li tantas quanto pude e agora estou me direcionando para o drama e fantasia. Felizmente, Os Bons Segredos foi uma leitura agradabilíssima e fico muito feliz ao recomendá-la. <3 Leiam assim que puderem!

    Classificação:





    Beijão,