• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Quotes Cativantes | Corte de Espinhos e Rosas


    Olá, pessoal!

    Eu (Sabrina) e a Lari somos mega ultra power fãs da Sarah J. Maas e da série Trono de Vidro. Então, é claro que qualquer coisa que essa mulher maravilhosa escreva, nós vamos ler. Hahahah! Comprei Corte de Espinhos e Rosas na Black Friday e graças aos deuses ele chegou antes do prazo previsto, que era fim de dezembro. Já estou quase finalizando a leitura e trouxe um pedacinho do livro para vocês.

    Vem conferir!

    Não escolhi vários quotes, mas separei uma parte meio compridinha, que foi uma cena que gostei bastante e me arrepiou a espinha. kkkk... Sarah é mestre em escrever fantasia e, assim como Trono de Vidro, Corte de Espinhos e Rosas é repleto de magia. Segue a cena:

    Meu sangue congelou quando um frio arrepiante e penetrante passou. Eu não conseguia ver nada, apenas um vago brilho no canto da visão, e minha égua ficou imóvel sob mim. Forcei o rosto até ficar inexpressivo. Até mesmo os bosques cheirosos da primavera pareceram se encolher, murchar e congelar. A coisa fria sussurrou, circundando. Eu não conseguia ver nada, mas conseguia sentir. E, bem no fundo da mente, uma voz antiga e oca sussurrou:

    - Vou triturar seus ossos entre minhas garras; vou beber sua medula; vou me banquetear com sua carne. Sou o que você teme; sou o que receia... Olhe para mim. Olhe para mim.

    Tentei engolir em seco, mas minha garganta tinha se fechado. Mantive os olhos nas árvores, na folhagem, em qualquer coisa que não fosse a massa fria que nos rodeava diversas vezes.

    - Olhe para mim.

    Eu queria olhar... Precisava olhar.

    -  Olhe para mim.

    Encarei o tronco áspero de um olmo distante, pensando em coisas agradáveis. Como pão quente e barrigas cheias...

    - Vou encher minha barriga com você. Vou devorar você. Olhe para mim.

    Um céu noturno, estrelado e sem nuvens, tranquilo e brilhante e infinito. O alvorecer no verão. Um banho refrescante no lago da floresta. (...) Aquilo estava ao nosso redor, tão frio que meus dentes batiam.

    - Olhe para mim.

    Encarei aquele tronco de árvore que se aproximava cada vez mais, sem ousar piscar. meus olhos estavam cansados, cheios de lágrimas, e deixei que escorressem, recusando-me a reconhecer a coisa que espreitava.

    - Olhe para mim.

    E no momento que achei que olharia, quando meus olhos doíam tanto de não olhar, o frio sumiu na vegetação, deixando um rastro de plantas mortas e murchas para trás.
    GENTE!

    Esse livro é ótimo. Há cenas bem fortes, há cenas engraçadas, há cenas que dão medo, cenas que são puro romance... A gente torce, sente raiva, fica ansioso e, mesmo antes de terminar, já pensamos no próximo livro. A capa da sequência já foi revelada, agora é torcer para não demorar a ser lançado por aqui também, né? Só para esclarecer, esse livro é bem diferente de Trono de Vidro, inclusive a narrativa, que é em primeira pessoa. Mas ambas as séries são excelentes. Leiam assim que possível!

    Espero que tenham gostado.
    Beijão,