• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Filho das sombras - Juliet Marillier

    Liadan é a filha mais nova de Sorcha e Red (protagonistas de Filha da Floresta), junto com seu irmão gêmeo Sean, e assim como a mãe, ela possui diversas habilidades de cura e de comunicação pela mente com seu irmão. Porém, seus dons vão ainda mais além, ela possui o dom da Visão, assim como seu tio Finbar. Logo no começo do livro ela tem esse pressentimento de que alguma escuridão está prestes a se abater sobre Sevenwaters e que sua jornada terá mais provações do que esperava.

    Sua terra natal não passa pela melhor fase e além dos mercenário perigosos que andam rondando a região e assassinando pessoas, há ainda a guerra que acontece desde que sua mãe era menina pelo território tomado pelos bretões. Logo as coisas começam a desandar: sua irmã, a mimada e sonhadora Niamh, casa em favor de uma aliança favorável a Sevenwaters e Liadan é sequestrada pelo grupo mercenário do "Homem Pintado". 

    Liadan se vê em uma jornada perigosa e desafia a todo momento os Seres da Floresta que tentam manipulá-la e brincar com seu destino, tentando assim fazer o melhor para aqueles que ama, tomando as próprias decisões sobre os caminhos a traçar. Uma profecia, muita magia, seres mitológicos mais antigos que a própria Terra, romance e provações é o que permeia a história de Liadan.

    Nunca esperei que Juliet fosse se superar e criar uma história ainda mais magnífica que Filha da Floresta, mas foi exatamente isso que aconteceu. A autora continua com aquela escrita maravilhosa que faz mais de 600 páginas voarem em algumas horas e que nos absorve completamente ao universo medieval, cheio de poder e antigas tradições mágicas maravilhosamente bem construído por Marillier.

    A autora me surpreendeu com a personagem ainda mais forte e determinada que a protagonista anterior, e mãe dela, Sorcha. Em muitos aspectos - principalmente no que se refere a princípios e habilidades - elas são parecidas, mas diferente da mãe, Liadan é muito mais altiva, muito mais decidida e nada submissa aos Seres da Floresta, por mais perigosos que eles sejam e por mais que a encham de medo. Por outro lado, as provações que enfrentou não foram nem de longe tão sofridas quanto a de Sorcha, ainda que igualmente perigosas. Ela enfrenta de tudo para proteger aos que ama e tomar as rédeas do próprio destino.

    Os personagens da autora são algo que sempre me fascinam. Ela consegue criar personagens complexos, tridimensionais, tão reais que nos sentimos mito próximos deles. Em Filho das sombras temos a oportunidade de rever os personagens do primeiro volume da coleção e descobrir o que aconteceu com boa parte deles, o que é extremamente gratificante, ainda que sofrido devido ao destino de alguns deles. Também podemos conhecer outros personagens fantásticos como o bando do Homem Pintado, e o próprio homem que os comanda. São todos fascinantes com suas histórias de vida sofridas e a união e companheirismo que demonstram ao cuidar uns dos outros. Bran, inclusive, conquistou meu coração e agora divide espaço com Red nele por todo meu amor. O romance impossível dele com Liadan é algo que nos comove profundamente.

    Ainda que eu tenha achado a carga emocional do livro menos intensa do que seu anterior, a tragédia, o sofrimento e a crueldade ainda permeiam as páginas dessa história, e nós temos o coração partido diversas vezes ao vermos o que acontece com cada personagem se poder fazer nada. Essa é outras das coisas que me comove e me conquista os livros de Juliet: ela torna suas histórias dolorosamente reais (apesar de toda ficção) ao nos dar personagens multifacetados, e enredos que são um misto momentos felizes e de intenso sofrimento. 

    Não temos um romance bobo e superficial aqui, o livro narra uma história muito mais profunda onde nem tudo são flores. Não mencionei muito do enredo pois acredito que a graça do livro está em se jogar e ir descobrindo cada detalhe incrível aos poucos. Ir percebendo como Juliet entrelaça todos os fatos e acontecimentos em seu próprio tempo a fim de montar o quebra-cabeça que é a intrincada história de Sevenwaters e os cruéis jogos dos Seres da Floresta. 

    Filho das sombras é um livro extraordinário, que nos fascina com toda a magia, mitologia, romances impossíveis, seres cruéis, provações sofridas e o quê de conto de fadas mais sombrio que possui. A trajetória da protagonista é perigosa e exige dela uma coragem e determinação que Liadan possui de sobra. Esse é um livro pra se apaixonar pelos personagens, sofrer com eles, e mergulhar profundamente na poderosa Sevenwaters enquanto acompanhamos o desenrolar de suas histórias.

    O único detalhe que me desagradou e que tenho que chamar a atenção não diz respeito a história em si, mas a qualidade da revisão da obra. Encontrei diversos erros de grafia, incoerência e até palavras e nomes trocados. Um erro aqui e outro ali até passam despercebidos, mas nesse livro tem muitos e não deu pra ignorar. É triste, pois é uma história incrível, e pra quem gosta de ler e é chato com essas coisas fica impossível não reparar.

    Classificação




    Beijos,