• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Coroa Cruel - Victoria Aveyard

    Coroa Cruel é um volume spin-off da trilogia A rainha vermelha (tem resenha aqui!) e é um livro que reúne dois contos de personagens pouco exploradas no primeiro volume da trilogia - Coriane Jacos (mãe de Cal, o herdeiro do trono prateado) e Diana Farley (uma das líderes da rebelião vermelha). Ele também contém quatro capítulos do segundo volume da trilogia, Espada de vidro que será lançado agora em fevereiro e que não vou falar muito por conta de spoilers. 

    No primeiro e mais curto dos contos, Canção da Rainha, conhecemos a parte mais nobre da sociedade: os prateados. Esse conto tem um tom bem diferente do utilizado em A rainha vermelha, já que nele conhecemos Coriane e acompanhamos seu trajeto na corte, o que a levou a se casar com o príncipe herdeiro e futuro rei Tiberias. A narrativa é predominantemente em terceira pessoa, mas como possui alguns trechos do diário de Coriane também a temos em primeira pessoa. 

    É interessante conhecer melhor a primeira rainha e acompanhar seus anseios e temores bem como ver mais de perto as intrigas e trapaças da corte nobre dos prateados. O conto mostra um ponto de vista diferente do de A rainha vermelha, afinal ele mostra a realidade dos prateados, coisa que só tínhamos visto pelos olhos de uma vermelha inconformada com seu destino. Diferente do primeiro volume da trilogia, aqui há bem menos ação e o ritmo é mais agradável e menos eletrizante. A narrativa em si também é mais sensível pra encaixar com o tom da história de Coriane. 

    Cicatrizes de aço por outro lado é um conto bem mais parecido com A rainha vermelha. Nele temos muito mais da ação e da agilidade que tanto gostei no primeiro volume da trilogia. As próprias protagonistas são bem parecidas - duas vermelhas, determinadas a lutar pelos seus direitos e contra a injustiça da sociedade em que vivem. 

    Nesse segundo conto, podemos não só conhecer melhor essa personagem intrigante, mas também temos a oportunidade de ter uma visão mais ampla do movimento rebelde e do próprio reino em si. Alguns detalhes sobre a Guarda Escarlate são explorados aqui, e para os leitores mais curiosos como eu, é interessante ficar sabendo deles.

    Para quem é fã de A rainha vermelha e pretende continuar a série eu diria que a leitura de Coroa Cruel é obrigatória. Embora se passe em um tempo anterior à história do primeiro livro - e portanto sem spoilers do mesmo - ele contém detalhes e informações interessantes que ajudam na construção do universo criado pela autora. Além de que eles proporcionam uma nova perspectiva do reino e da atual situação em que se encontra e apesar de não ter o mesmo ritmo insano que agradou a tantos em A rainha vermelha, ainda acho que seja uma leitura válida pra quem quer preencher algumas lacunas que a curiosidade cria em nossas mentes.

    Classificação




    Beijos,