Hey gente linda! Tudo bem com vocês?
Esse final de semana embarquei em uma leitura tão gostosa e tão perfeita que tive que vir compartilhar com vocês ao menos alguns quotes! Simon vs  a agenda Homo Sapiens é um livro leve, divertido, envolvente, reflexivo e que traz com muita naturalidade não só a questão da homossexualidade (o protagonista é gay!), mas a questão de ser jovem no Ensino Médio, tendo que lidar com vários tipos de preconceito, inseguranças, dilemas e bullying. É um livro tão doce, tão real que estou apaixonada e só quero ler e reler! 

Por isso eis aqui alguns quotes que demonstram bem o porque eu ter amado tanto esse livro, e se eu não conseguir convencê-los com isso, leiam só porque eu disse pra ler (brincadeira, hahahaha).

Mas estou cansado de sair do armário. Tudo que eu faço é sair do armário. Tento não mudar, mas estou sempre vivendo essas pequenas mudanças. Arrumo uma namorada. Tomo uma cerveja. E, todas as vezes, preciso me reapresentar para o universo. 
É que às vezes parece que todo mundo sabe quem eu sou, menos eu.
E eu odeio quando as pessoas dizem isso. Eu também me sinto seguro quanto à minha masculinidade. Sentir-se seguro quanto à masculinidade não é a mesma coisa que ser hétero. 
(...)você não acha que todo mundo deveria ter que sair do armário? Por que o comum é ser hétero? Todo mundo devia ter que declarar o que é; devia ser uma coisa bem constrangedora, não importa se você é hétero, gay, bi ou sei lá o quê.
É mesmo muito irritante que hétero (e branco, diga-se de passagem) seja o normal e que as pessoas que precisam pensar sobre sua identidade sejam só aquelas que não se encaixam nesse molde. 
Branco não devia ser o padrão, assim como hétero não devia ser o padrão. Não devia existir nenhum padrão.
(...)as pessoas são mesmo como casas de quartos grandes e janelas pequenas. E talvez seja mesmo uma coisa boa que a gente nunca pare de surpreender os outros.
Beijos,