Mr. Mercedes foi o primeiro livro que eu li de Stephen King e foi o livro que me fez correr atrás de outras histórias do Mestre do terror. Se eu pudesse resumir tudo que eu li em três dias em apenas uma palavra, eu diria: Sensacional! Que livro, minha gente! Vi muitas críticas negativas na internet sobre o fato do livro não ter tanto terror quanto os outros do autor, mas o assassino da história é tão psicótico e tão intenso que me assustou bastante. 

Logo no primeiro capítulo nós encontramos o assassinato de várias pessoas em uma fila de empregos por um carro de luxo muito famoso. Uma Mercedes cinza massacrou uma mãe, um homem e um bebê sem piedade e deixou os policiais do caso intrigados por muito tempo já que o carro teria sido roubado de uma viúva milionária com um certo desequilíbrio mental. 

Olivia Trelawney jura de pés juntos que não deixou a chave reserva em sua Mercedes e não faz ideia de como o carro foi roubado já que o sistema de segurança é muito bom. Depois de anos o detetive do caso se aposenta e vive amargurado vendo televisão todos os dias esperando o dia da sua morte, até que recebe uma carta muito curiosa do assassino e é a partir deste momento que história começa a pegar fogo. 

Durante a narrativa nós podemos conferir a visão do assassino e do policial que faz de tudo para descobrir a identidade do motorista da Mercedes antes que seja tarde demais, porém a investigação foi feita por debaixo dos panos já que Hodges era aposentado e não tinha permissão para trabalhar mais.

O assassino foi um dos piores que eu já encontrei nos livros. Brady tem complexos freudianos fortes com a mãe, problemas de introspecção, ódio das pessoas e desejo muito forte por assassinar todo mundo. Todas as pessoas o tiram do sério e o mais irônico de tudo é que ele trabalha vendendo sorvetes para crianças e consertando computadores de idosos. Duas parcelas da população que requerem mais cuidados e paciência nas mãos de um psicótico que os odeia. 


Recomendo a leitura do livro. A narrativa é realmente muito boa, o suspense garantido e os personagens são cheios de problemas que deixam os leitores ávidos por mais conhecimento.

Capa americana fofa!

Classificação:




Beijinhos,