Vocês não sabem como foi difícil escolher apenas cinco séries para esse post inicial. Hahaha! Então resolvi fazer em partes, porque aí terei a oportunidade de apresentar outros livros maravilhosos e que recomendo aos quatro cantos. <3 Cada história me tocou de uma maneira diferente, mas o suficiente para ganharem um cantinho no meu coração. Como também considerei difícil enumerar, ordenei por ordem alfabética. kkkk Sim, tenho dificuldade de escolher. #nãomejulguem Vamos começar as apresentações. Clica no link abaixo e vem conferir. :)

Antes, vamos saber um pouquinho o que é o gênero Distopia?
DISTOPIA, ou antiutopia, é o pensamento, a filosofia ou o processo discursivo baseado numa ficção cujo valor representa a antítese da utopia, ou promove a vivência em uma "utopia negativa".

As distopias são geralmente caracterizadas pelo totalitarismo ou autoritarismo; por opressivo controle da sociedade. Uma distopia está intimamente conectada à sociedade atual. Um número considerável de histórias de ficção científica que ocorrem num futuro próximo do tipo das descritas como "cyberpunk", usam padrões distópicos de uma companhia de alta tecnologia dominando um mundo em que os governos nacionais se tornaram fracos. A maioria das distopias tem alguma conexão com o nosso mundo, mas frequentemente se refere a um futuro imaginado ou a um mundo paralelo no qual a distopia foi engendrada pela ação ou falta de ação humana, por um mau comportamento ou por ignorância.

A literatura distópica costuma apresentar pelo menos alguns dos seguintes traços:
  • Tem conteúdo moral, projetando o modo como os nossos dilemas morais presentes figurariam no futuro;
  • Oferecem crítica social e apresentam as simpatias políticas do autor;
  • Exploram a estupidez coletiva;
  • O poder é mantido por uma elite, mediante a somatização e consequente alívio de certas carências e privações do indivíduo;
  • Discurso pessimista, raramente "flertando" com a esperança;
  • Violência banalizada e generalizada.

Alguns exemplos de Livros Distópicos:
  • Totalitarista: 1984 
  • Corporativista:  Clube da Luta
  • Tecnológica: Admirável Mundo Novo
  • Anárquica: Jogos Vorazes
  • Pandêmica: 12 Macacos, Ensaio Sobre a Cegueira
  • Religiosa: O Livro de Eli
  • Criminosa: Laranja Mecânica 
  • Super-populista: Battle Royale
  • Pós-apocalíptica: Divergente, Maze Runner: Correr ou Morrer
  • Alienígena: Guerra dos Mundos, A Hospedeira.

Agora que já entendemos o que é Distopia, vamos às minhas favoritas:

1. Série Divergente: Amada e odiada, essa série se tornou uma queridinha. Li logo após o nascimento do meu filhote, então acabou marcando uma fase muito importante na minha vida. mesmo com seus defeitos, a jornada de Tris me conquistou. Super recomendo.
Sinopse: Numa Chicago futurista, a sociedade se divide em cinco facções – Abnegação, Amizade, Audácia, Franqueza e Erudição – e não pertencer a nenhuma facção é como ser invisível. Beatrice cresceu na Abnegação, mas o teste de aptidão por que passam todos os jovens aos 16 anos, numa grande cerimônia de iniciação que determina a que grupo querem se unir para passar o resto de suas vidas, revela que ela é, na verdade, uma divergente, não respondendo às simulações conforme o previsto. A jovem deve então decidir entre ficar com sua família ou ser quem ela realmente é. E acaba fazendo uma escolha que surpreende a todos, inclusive a ela mesma, e que terá desdobramentos sobre sua vida, seu coração e até mesmo sobre a sociedade supostamente ideal em que vive.

2. Série Feios: Foi meu primeiro contato com o gênero e o precursor do meu amor pelo mesmo. Scott tem uma escrita deliciosa e foi amor à primeira lida. Hahahah! <3 Aqui sou #teamvilões e só lendo para descobrir o por quê. Uma das séries favoritas da vida!
Sinopse: Tally está prestes a completar 16 anos, e ela mal pode esperar. Não por sua carteira de motorista – mas para se tornar bonita. No mundo de Tally, seu aniversário de 16 anos traz uma operação que torna você de uma horripilante pessoa feia para uma maravilhosa pessoa linda e te leva para um paraíso de alta tecnologia onde seu único trabalho é se divertir muito. Em apenas algumas semanas Tally estará lá. Mas a nova amiga de Tally, Shay, não tem certeza se ela quer ser bonita. Ela prefere arriscar sua vida do lado de fora. Quando ela foge, Tally aprende sobre um lado totalmente novo do mundo dos bonitos – que não é tão bonito assim. As autoridades oferecem a Tally sua pior escolha: encontrar sua amiga e a entregar, ou nunca se transformar em uma pessoa bonita. A escolha de Tally faz sua vida mudar pra sempre.


3. Trilogia Fúria Vermelha: A leitura mais recente de todas as listadas aqui. O terceiro livro será lançado ainda este semestre no Brasil. Fúria Vermelha é um dos livros mais inteligentes, intensos e dolorosos que já li. Fiquei MEGA feliz ao saber que vai ser adaptado para o cinema. Devo avisar que não há romance, não há adolescentes bobos, não há clichês. É ação a cada página e muita dor. Não recomendo para pessoas sensíveis a cenas contendo sangue e violência.
Sinopse: Fúria Vermelha é o primeiro volume da trilogia Red Rising, e revive o romance de ficção científica que critica com inteligência a sociedade atual. Em um futuro não tão distante, o homem já colonizou Marte e vive no planeta em uma sociedade definida por castas. Darrow é um dos jovens que vivem na base dessa pirâmide social, escavando túneis subterrâneos a mando do governo, sem ver a luz do sol. Até o dia que percebe que o mundo em que vive é uma mentira, e decide desvendar o que há por trás daquele sistema opressor. Tomado pela vingança e com a ajuda de rebeldes, Darrow vai para a superfície e se infiltra para descobrir a verdade.


4. Trilogia Legend: A mais política que já li. E é muito inteligente também. Embora os protagonistas sejam adolescentes, a história nos três livros é muito bem estruturada e sem aquele draminha irritante que costumamos ver por aí. O romance é bem sutil. A autora mostrou como as circunstâncias amadurecem as pessoas e a construção do enredo tornou tudo muito crível, mesmo contando com certa dose de tecnologia. Favoritada com certeza.
Sinopse: A série Legend é ambientada na República, instalada numa região outrora conhecida como costa oeste dos Estados Unidos, e conta a história de June, uma garota de 15 anos nascida numa família de elite e que possui impressionantes habilidades militares, e Day, um garoto pobre considerado o criminoso mais procurado do país. Quando o irmão de June é assassinado, os caminhos desses dois jovens de origens distantes se cruzam, dando início a uma trama de forte conteúdo político e repleta de ação, reviravoltas e romance.

5. Trilogia O Teste: Essa sem dúvida foi a maior surpresa de todas. Li por curiosidade, sem ler sinopse e me apaixonei. É de uma inteligência ímpar. Pode lembrar, no início, Jogos Vorazes, mas as semelhanças vão se extinguindo no decorrer da leitura e os livros seguintes não guardam qualquer lembrança de outra série. Adoro demais essa trilogia e acho que merecia ser mais reconhecida. Super, super recomendo.
Sinopse: No dia de formatura de Malencia ‘Cia’ Vale e dos jovens da Colônia Cinco Lagos, tudo o que ela consegue imaginar – e esperar – é ser escolhida para O Teste, um programa elaborado pela Comunidade das Nações Unificadas, que seleciona os melhores e mais brilhantes recém-formados para que se tornem líderes na demorada reconstrução do mundo pós-guerra. Ela sabe que é um caminho árduo, mas existe pouca informação a respeito dessa seleção. Então, ela é finalmente escolhida e seu pai, que também havia participado da seleção, se mostra preocupado. Desconfiada de seu futuro, ela corajosamente segue para longe dos amigos e da família, talvez para sempre. O perigo e o terror a aguardam. Será que uma jovem é capaz de enfrentar um governo que a escolheu para se defender?

É isso, gente!

Logo mais trago a parte dois. Vocês já leram? Conhecem todos? Se ainda não, anotem as dicas porque VALEM muito à pena. <3

Beijão,