• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Pensei que fosse verdade - Huntley Fitzpatrick



      
    Um livro leve, com personagens interessantes, com um enredo muito bacana, mas com um ritmo que não me agradou. Infelizmente, porque eu gostei bastante da história e fiquei bem dividida na hora de fazer a resenha. Conversei com uma amiga que me disse que os livros da Huntley Fitzpatrick causam uma reação de amor e ódio nos leitores bem intensa. Durante a leitura eu fiquei esperando acontecer algo, mas a personagem ia vivendo a vida e nada. Só no final do livro é que tudo acontece e você fica aliviado de finalmente ver a história andando. 






     Li este livro para um projeto muito bacana criado pela editora Valentina para que os blogueiros lessem em conjunto e comentasse as suas expectativas e quotes favoritos em um grupo no facebook. Quando entrei no grupo e vi algumas pessoas falando super bem do livro fiquei empolgada, mas a leitura não fluiu para mim por conta do ritmo. Eu tentei de todas as formas e até corri atrás de spoiler para ver se ficava mais animada, porém não me despertou muito o interesse. Li o final de forma arrastada com muita vontade de terminar e quando descobri o “segredo” que a personagem escondia fiquei com vontade de matar a autora por ter me feito esperar tanto para algo tão simples. Eu sei que para personagem era importante, mas mesmo assim me deu raiva.

    O que eu mais gostei no livro foram os personagens e suas tramas. Gwen, a narradora da história, é uma adolescente que estuda e trabalha para ajudar na despesa da casa. Ela é irmã de um garoto com problemas especiais e tem que cuidar dele praticamente o tempo todo já que sua mãe trabalha como faxineira, o pai é dono de um pequeno restaurante e o avô curte a vida de aposentado. Adorei ler sobre a vida de uma jovem que batalha muito desde cedo para sobreviver em uma cidade de veraneio. Na maioria das vezes, os autores não exploram muito este lado e não mostram a realidade dos personagens. Escrevem com muito floreio e não mostram as dificuldades da vida. Gostei muito da abordagem da autora e do amor que a personagem tinha pelo irmão mais novo. Foi importante ver a personagem amadurecer e também ver a sua paixão por um garoto rico que mora do outro lado da ilha e desperta muitas emoções em seu coração.

    Cass Sommers é lindo, sarado, inteligente, lidera a equipe de natação e está trabalhando como faz tudo na casa de uma aposentada para aprender mais sobre a vida. Os dois acabam se esbarrando o tempo todo e a paixão da infância volta com tudo, porém Gwen é muito tímida e esconde um segredo do passado que a atrapalha a se relacionar no presente. A história gira em torno do dia a dia de Gwen e de sua família. Apesar de não ter gostado do ritmo, eu recomendo o livro porque ele tem todos os elementos para agradar um leitor só que não me agradou, mas pode conquistar você. Então não deixe de ler esta história. Se eu fosse você o separava para ler nas férias de verão de cara para o mar com um drink/refrigerante bem gelado em uma cadeira confortável. Esse tipo de livro é como uma tarde de verão, calmo, tranquilo, sem muitas aventuras e muita paz.

    Classificação:




    Beijos,