Jessie está com a vida de cabeça pra baixo e não sabe como lidar com todas as mudanças que aconteceram de uma hora para outra nela. Sua mãe faleceu de câncer, o pai resolveu se casar de novo com uma mulher que ela mal conhece e agora ela vai ter que começar em uma escola nova, na Califórnia - para onde se mudaram. Tudo é novo e estranho, ela não conhece o lugar, as pessoas e enfrentar a escola nova vai ser um desafio. Em meio a um meio irmão que a ignora, uma casa que ela sente que não é a sua, a distância enorme que a separa da melhor amiga e pessoas que parecem inatingíveis ao seu redor, Jessie está passando um momento difícil, ainda mais com as constantes ofensas a ela e sua beleza fora do padrão. A única luz no fim do túnel é um email anônimo que ela recebe afirmando ter dicas para ela sobreviver ao colégio e a Califórnia. Esse "amigo" anônimo acaba por se tornar seu escape, seu confidente e a única questão que fica é: Quem será essa pessoa que a escreve?


São inúmeros os livros que retratam essa fase mais difícil da adolescência, onde encaramos muitas mudanças e obstáculos, mas poucos são os que conseguem fazer isso com veracidade e leveza. Três coisas sobre você é um deles. Apesar de todo o drama que os temas abordados poderiam gerar, a autora conseguiu criar uma história que é emocionante sim, mas é também leve - até divertida. 

A narrativa é em primeira pessoa e nos aproxima mais de Jessie, que vai nos conquistando com seu modo de ser, mas é interessante que não é só o lado dela que conseguimos ver - mesmo que seja ela a narrar. Ao longo da história percebemos como também é difícil para o pai dela lidar com a dor, e para a madrasta e o meio irmão lidarem com seus próprios obstáculos. É interessante que ela nos mostre esse outro lado quando seria muito mais fácil tingi-los como "vilões" e Jessie como vítima de suas escolhas. 

Além disso, a narrativa é super envolvente, que prende desde as primeiras páginas e traz um tom bem reflexivo ao livro, girando em torno, principalmente, da perda, da solidão e do bullying. Por isso que digo que é uma surpresa que a autora consiga ter mantido um tom leve e divertido ao longo da história - mesmo falando sobre temas mais difíceis e delicados. 

Os personagens são todos bem desenvolvidos, com destaque especial a Jessie que tem um amadurecimento incrível ao longo da narrativa e em diversos momentos me fez sentir empatia pelas situações que enfrenta. 

Há a questão do próprio romance que se desenrola através dos emails anônimos. É o segundo livro que leio com esse tipo de interação e em ambos eu amei essa maneira diferente de criar um romance. É algo singelo, que acontece sutilmente e é permeado de dúvidas, mistério e insegurança - algo que só atiça mais o leitor e é a cereja do bolo. 

No geral o livro é uma delícia de acompanhar. Ao mesmo tempo que tem temas muito reflexivos, é um romance leve e fofo e só pecou no final que me deixou com gosto de "quero mais". Mesmo assim ainda vale a pena a leitura, que é muito cativante! 

Classificação




Beijos,