• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Movie Day | Doutor estranho


    Não há dúvidas de que Doutor estranho é um divisor de águas para a franquia de filmes da Marvel. O filme veio para dar uma nova direção aos filmes, introduzindo uma nova realidade aos longas de heróis, realidade essa já conhecida dos quadrinhos mas pouco explorada nos filmes, que são as outras dimensões, o plano astral. Em Doutor estranho a Marvel chega mais longe do que ousou em todos os outros filmes, mas mesmo assim ainda peca por querer manter a tal "Fórmula Marvel", por ter medo de arriscar e querer se repetir na já conhecida fórmula de sucesso deles. O fato é que o longa é uma evolução após sucessões de filmes que, na minha opinião, eram mais do mesmo, mas mesmo assim só mostra que a Marvel ainda tem um longo caminho a percorrer.

    Para quem não conhece - Doutor estranho é um dos personagens "menos conhecidos" da Marvel - o longa narra a história do neurocirurgião que ama e vive por seu trabalho e que é muito bom no que faz, tanto que se tornou extremamente arrogante. Quando sofre um acidente de carro que dilacera os nervos de suas mãos, o impossibilitando de trabalhar, ele fica transtornado em busca de uma cura. Não tendo encontrado nada pelos meios normais, ele acaba partindo para Catmandu, onde encontra uma ajuda inesperada, envolvendo magos que protegem a terra de forças místicas de outras dimensões.


    O aprendizado e desenvolvimento de Strange nos caminhos da mente e da magia é feito de forma fenomenal. Finalmente a Marvel soube construir um personagem por completo ao longo da trama, transformando-o no herói, e não subitamente lhe dando os poderes. O interessante aqui é que o protagonista tem que lidar com a presença da morte, com a ideia de que tudo é finito, com as perdas e todo o drama desses conflitos. Isso é o que se destaca no filme, que dá o tom mais sério que a Marvel geralmente foge em todos os seus filmes. Aliás, já que estamos falando do protagonista, devo mencionar que Cumberbatch é um ator incrível que caiu como uma luva para esse papel. 

    Há quem diga que o vilão foi mal explorado, mas eu achei que foi perfeito. Ele cumpriu o propósito dele ali, que a meu ver, era introduzir o Doutor Estranho aos telespectadores, mostrar o desenvolvimento dele e como ele se tornou ele. O vilão mesmo é outro, e quem leu os quadrinhos já sabe até quem é e mesmo no filme já temos uma pequena indicação.



    Quanto às cenas de ação, com efeitos especiais, esses eu achei fantásticos. Esse filme só mostra como a tecnologia é capaz de criar coisas tão surreais, e fazê-las parecer totalmente críveis. A fotografia toda e os efeitos estão simplesmente incríveis, totalmente vale o 3D. É o tipo de coisa que não dá nem pra explicar, só vendo pra saber.

    O único pecado do filme, de uma maneira geral, é a incapacidade da Marvel de manter um tom sério, de deixar o drama e a tensão se construírem e atingirem um clímax. Eles sempre tem que quebrar com alguma piadinha pra cortar o clima. Isso, pra mim, é frustrante, e eu já não aguento mais ver isso em todo filme deles. Se tivessem deixado o tom mais sério do filme se manter teria sido perfeito.


    No geral, esse é o melhor filme que a Marvel produziu em muito tempo! Houve uma evolução por terem conseguido ao menos em parte trazer um personagem mais sério, colocar um certo nível de drama na trama, mas ainda pecaram nas piadinhas. Mesmo assim é um filme incrível, com efeitos sensacionais, uma história fantástica (amei como eles abordaram a parte espiritual/astral/mística) e personagens e atores/atrizes maravilhosamente bem trabalhados. Vale muito a pena e confesso até que estou com vontade de ver de novo!

    Beijos,