• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Retrospectiva 2016


    Hey gente! Tudo bem?
    O ano está acabando e com ele mais um ciclo se encerra. Foi um ano de grandes mudanças para mim e para o blog. Passamos por diversas fases aqui no Romances e Leituras, mas no fim, quando olho pra trás, vejo que fizemos um trabalho incrível e que grande parte disso é devido à vocês, leitores, então aqui vai nosso MUITO OBRIGADA! 2016 foi um ano de grandes realizações e espero que 2017 seja ainda melhor! 

    Mas, deixando o sentimentalismo de lado, decidi fazer uma retrospectiva das 5 melhores leituras do ano! Confesso que esse ano li menos do que gostaria, mas mesmo que tenha sido pouco, incrivelmente, a maior parte dos livros que li foram muito bons! Pra ser sincera só lembro de dois ruins, que realmente não gostei e isso pra mim é um sucesso! Então, dentre tantas leituras boas, decidi eleger um top 5 (sem ordem, porque escolher só cinco já é difícil, colocar em um "pódio" então é impossível), e eis aqui minhas leituras favoritas do ano:

    1 - Corte de névoa e fúria (Corte de espinho e rosas #2), de Sarah J Maas

    Corte de névoa e fúria é o segundo volume da série Corte de espinho e rosas, da minha autora de fantasia favorita do momento Sarah J Maas e a melhor continuação de um livro que já li na vida. A maioria, quando tem um primeiro volume muito bom tende a decair a qualidade no segundo, mas com esse livro Sarah mostrou que pode acontecer de fica muito mais melhor. Não vou falar muito da história, já que é um segundo volume, mas vou dizer o que achei: a autora tem o dom de criar reviravoltas de cair o queixo, de nos pegar desprevenidos, de nos virar de ponta cabeça e levar a trama por caminhos que nem imaginamos. Isso que amo nos livros dela, eu nunca sei o que esperar. Sem falar que as protagonistas e personagens em geral são excelentes, todos muito bem desenvolvidos, e são trabalhados durante a história. Eles sempre tem algo de novo pra mostrar, algo que nos surpreende. E Corte de névoa e fúria é a personificação de tudo isso que falei: um enredo bem desenvolvido e surpreendente, com personagens complexos, que se revelam aos poucos e muitas vezes nem são o que achamos que são. Corte de névoa e fúria foi uma grata surpresa, e só provou que Sarah é realmente uma escritora brilhante.


    2 - Rainha das sombras (Trono de vidro #4), de Sarah J Maas

    Acredito que vou me repetir muito falando sobre Rainha das sombras, mas é pra vocês verem que Sarah é rainha né mores, teve que aparecer duas vezes nessa lista, com duas séries diferentes de tanto que eu amo as histórias dessa mulher! Nesse livro a autora nos mostra que ela consegue - com muita eficácia - manter a qualidade no quarto livro de uma série!! Você pensaria que chegando aqui, no quarto volume, não teria muito mais o que inventar, mas pelo contrário, Sarah consegue inserir outros conflitos, um dentro do outro, sem se tornar cansativo ou repetitivo. Ela nos dá um dedo, mas mas nos deixa ansiando pelos outros quatro e o resto do braço. O ritmo eletrizante só melhora aqui, são acontecimentos em todos os momentos e, por incrível que pareça, sem nos deixar confusos. Ah, e não posso esquecer de falar que ela explora tudo que tem dos personagens, eles estão sempre apresentando uma nova faceta ou amadurecendo e aprendendo algo novo. É sensacional, meus queridos, Aelin (a protagonista), é a personagem que eu mais amo na aturalidade, e essa série é a minha queridinha da vida.


    3 - Uma chama entre as cinzas, de Sabaa Tahir

    Este foi a revelação do ano. Trata da história de Laia, que faz parte da fatia oprimida da sociedade e ao ter os avós mortos e o irmão preso, parte em busca de resgatá-lo já que é a última coisa que lhe resta na vida, o que lhe dá coragem para enfrentar todos os perigos (e são muitos) e riscos por ele. Claro que para isso ela se mete no meio da rebelião, para espionar o local de treinamento dos assassinos de elite do império, a academia na qual eles entram ainda crianças e saem como assassinos cruéis. Do outro lado, temos Elias, um dos jovens estudando nessa academia, mas que seu maior desejo é fugir. Seu caminho cruza o de Laia e os dois percebem que estão interligados e devem se unir para aitngir seus objetivos.
    Gente, sério, esse livro é de cair o queixo! Os personagens são extremamente cativantes, a história é brutal, envolvente, eletrizante. É um livo que te deixa tenso em cada página, que te emociona e que faz você sofrer com os personagens, suas perdas e a crueldade que eles tem que enfrentar. Nos admiramos com a coragem de Laia e com a força de Elias. Somos pegos pelos jogos de poder do império e os planos secretos da resistência. É impossível não amar esse livro e não terminar querendo o próximo volume pra ontem!


    4 - Simon vs a agenda homo sapiens, de Becky Albertalli

    Partindo para um Young Adult agora, esse foi meu queridinho do gênero esse ano! Simon é o protagonista, e ele está naquela fase de descoberta que todo adolescente passa, só que pra ele é um pouco mais difícil já que além de tudo, ele ainda é gay e tem que lidar com toda a bagagem que se assumir gay traz. O problema dele nem é ser aceito ou não (ele sabe que a família não verá problemas), mas a questão é o porque da sociedade ver o "sair do armário" como alguma revelação tão grande, quando é algo tão natural. Sua válvula de escape para tanta pressão é seu amigo virtual, com quem troca emails e possui uma conexção sem igual. Tudo vai relativamente bem até ele ser chantageado por Martin, que é afim de sua melhor amiga e quer uma ajuda em troca de não revelar a sexualidade dele para o mundo.
    Não parece nada demais, mas na verdade esse é um dos livros mais fofos que já li na vida! A autora trata de temas muito delicados (preconceito racial/sexual, aceitação, bullying) de maneira extremamente leve e natural. É um livro que traz muitas reflexões, mas que é ao mesmo tempo divertido e bem humorado, em grande parte por causa do protagonista, Simon. Ele tem um modo único de ver o mundo, e representa todos os jovens que sofrem pressões por parte da sociedade de alguma maneira, não só por causa da sexualidade, mas pelos padrões impostos, sejam de raça, de moda, de estilo musical. O foco do livro é justamente esse: os padrões da sociedade, e como eles não deveriam existir. Tudo isso junto com um protagonista incrível, um romance fofo e uma narrativa leve e envolvente. 


    5 - Caçadoras de estrelas, de Raiza Varella

    Eis o mais triste da lista. O livro que tirou meu chão, que me fez chorar em cada página, me desidratou e me deu uma baita ressaca literária. E, além disso, me fez ter crises de riso intensas e me divertiu além da conta. Aqui conhecemos a história de Eva, uma mulher que sonha em encontrar sua estrela - o amor de sua vida -, mas que já sofreu mais decepções desastrosas do que posso contar. Quando ela larga tudo para ir a outro país por causa de um homem e tudo dá errado (mais uma vez), ela volta pra casa para encontrar toda sua vida de cabeça pra baixo: seu pai se casou de novo, ela tem duas novas irmãs e seu melhor amigo está namorando. Decidida a ter sua vida de volta ela faz de tudo para concertar as coisas, e isso quer dizer arrumar confusão atrás de confusão.
    O que temos aqui é uma protagonista maluca (isso mesmo, maluca), que mete os pés pelas mãos e que tem um azar do cacete - tudo que pode dar errado certamente dará na vida dela. Ela não hesita em discutir, partir para a agressão e falar tudo que lhe vem a mente. Dito isso, ela é a protagonista mais divertida que já "conheci". Vocês podem achar estranho, mas quando vamos conhecendo Eva melhor, vamos compreendendo seus anseios e torcendo pra dar tudo certo. Sim, ela se mete em várias trapalhadas e situações constrangedoras, mas é nesse clima divertido que a autora nos dá uma bela lição, desgraçado nossos corações no processo. Não vou dizer exatamente o que acontece na história, mas meio que quando tudo parece que vai dar certo, vai por água a baixo, de maneira irremediável e faz com que Eva amadureça e cresça absurdamente. Só nos mostra como as pauladas que a vida dá servem para algo bom no fim das coisas, nem que seja para nos melhorar como pessoas. E é isso o que posso dizer sobre esse livro: a autora consegue atingir o leitor em cheio, ela chega até nós com suas palavras e nos muda, nos emociona e nos faz refletir. Não saí a mesma depois de ler Caçadora de Estrelas e acredito que ninguém que leu é o mesmo e é por isso que vocês devem ler!

    Espero que vocês tenham gostado das indicações! Tentei ser breve nas minhas descrições, mas é muito difícil quando se tem muitas coisas boas pra falar, hahaha. De qualquer maneira, todos esses livros são incríveis e se vocês não leram, podem colocar na meta pra 2017 que ele tá só começando e vocês tem muito tempo pra ler!

    Beijos, e um Feliz Ano Novo galera!