Caroline é uma jovem forte, porém tímida que está noiva do marquês de Winchilsea, atada a ele por laços de respeito e gratidão. Pouco antes de seu casamento, ela é surpreendida ao flagrar seu noivo em uma cena íntima com outra mulher. Porém, ciente das consequências de romper o noivado e acreditando que o interlúdio que presenciou foi fruto de sua inexperiência, ela prefere guardar silêncio sobre o que viu e decide aprender a arte da sedução tomando aulas com ninguém menos que o maior libertino de Londres: Braden Granville.

Braden por sua vez é um homem que adquiriu sua fortuna de modo incomum: através de seu esforço e trabalho, algo visto com maus olhos pela sociedade. Por esse motivo ele luta arduamente para conseguir reconhecimento da sociedade londrina, mesmo na falta de um título da nobreza. Rústico mas charmoso ele é muito conhecido pelas mulheres mais maduras por sua habilidade de sedução, porém é pego de surpresa quando a recatada Caroline lhe faz uma proposta indecente, pois apesar da fama, ele não sabe como e comportar com mulheres do tipo dela. Relutante, ele acaba por aceitar a proposta, porém as aulas acabam tomando um rumo que eles não imaginavam e em meio a segredos e mistérios eles vão criando um laço de amizade inesperado.



OiOi :D

Quem nunca abriu o Submarino, viu aquele box de série em promoção, mas acabou não comprando por medo de ser ruim? No ritmo de primeira segunda pós Páscoa, ainda passando mal depois de comer vários chocolates, a tia Lola veio dar a dica de três séries literárias que você pode comprar sem medo de viciar loucamente. Então se você tem na família uma pessoa que ama ler (ou se você é essa pessoa), aproveita para (se) fazer um agrado :D 


Vamos pular a apresentação do John Green, que até quem não está envolvido no mundo dos livros deve conhecer, e ir direto para o que tenho a escrever sobre o seu primeiro romance.

Miles Halter vive na Flórida, tem poucos amigos (talvez nenhum) e é viciado em ler biografias de personalidades para então decorar suas últimas palavras. O poeta François Rebelais disse em seu leito de morte "saio em busca de um grande talvez", mas Miles não quer esperar a morte vir ao seu encontro para começar a busca. Então ele decide cursar o ensino médio em um internato no Alabama, no mesmo colégio onde o pai estudou. Mal sabe Miles que Culver Creek (o internato) vai ser aonde ele finalmente vai se sentir vivo.

Descrever a genialidade da escrita de Green em “Quem é você, Alasca?” é praticamente impossível.
Dou-me a liberdade de afirmar que seu primeiro romance já é sua obra prima.



Talvez esse tenha sido o filme mais esperado por mim para esse ano e, tendo superado e muito minhas expectativas, tenho certeza que não conseguirei botar em palavras um terço da magnitude que foi Batman vs Superman. Mesmo assim, vou me esforçar e espero convencê-los de que esse é um filme que vale a pena!

Para começar esse é um filme para fãs de quadrinhos, e mesmo eu, que não sou uma profunda conhecedora das histórias, pude pegar algumas referências e perceber que o que foi apresentado na tela é basicamente o que se passa nos quadrinhos. Para os que não conhecem, ainda assim é um bom filme pois ele cumpre exatamente o que promete: contar a história da origem da Liga da Justiça - ainda que um leigo não vá entender todos os pontos mostrados.

"Com muita bebida e pouca comida, o encontro de pais dos alunos da Escola Pirriwee tem tudo para dar errado. Fantasiados de Audrey Hepburn e Elvis, os adultos começam a discutir já no portão de entrada, e, da varanda onde um pequeno grupo se juntou, alguém cai e morre. Quem morreu? Foi acidente? Se foi homicídio, quem matou? Pequenas grandes mentiras conta a história de três mulheres, cada uma delas diante de uma encruzilhada.

Ao colocar em cena ex-maridos e segundas esposas, mãe e filhas, violência e escândalos familiares, Liane Moriarty escreveu um livro viciante, inteligente e bem-humorado, com observações perspicazes sobre a natureza humana." Moriarty é uma autora Australiana que está na minha lista de desejados há um bom tempo, com o seu livro “O segredo do meu marido”, mas quis o destino que meu primeiro contato com sua escrita fosse através de “Pequenas grandes mentiras”.

“Olá meninos e meninas. Quem fala aqui é Hannah Baker. Ao vivo e em estéreo. [...] Espero que estejam prontos, porque vou contar aqui a história da minha vida. Mais especificamente, por que ela chegou ao fim. E, se tiver escutando estas fitas, você é um dos motivos”

Em uma tarde, ao voltar da escola, Clay Jensen recebe um pacote com algumas fitas cassetes. Ao ouvi-las ele descobre que são de Hannah Baker, uma colega de sala que cometeu suicídio há algumas semanas. Estas fitas contêm 13 razões que fizeram ela tomar essa decisão, sendo que cada razão ou porquê estão ligados a uma pessoa que ela conhece ou teve contato.


Oi, galera! Estão todos bem?

No começo do mês eu acabei pegando para ler O Oceano No Fim Do Caminho, do Neil Gaiman (e Senhor, que livro foi esse?). Foi uma leitura fantástica e posso garantir que não faltaram lágrimas para a conclusão dessa história. Hoje vim trazer para vocês alguns quotes que encontrei durante a leitura, e que eu acredito que vão convencer vocês a tirarem este livro de suas estantes ou correrem agora mesmo para alguma loja para poderem ler desesperadamente.


Oi, galera! Tudo bem com vocês?

Antes de tudo vou me apresentar. Meu nome é Flávia, tenho 17 anos e sou de São Paulo. Acabei de entrar para o grupo do Romances e Leituras e estou feliz por poder escrever e estar em contato com mais leitores. Espero que vocês gostem de mim e dos meus textos!

Sem rodeios, vamos para o que interessa!


OiOi gente, tudo bem? 

Meu nome é Paola, mas pode chamar de Lola :D Sou gaúcha, estudante de Produção Editorial, blogueira literária e recente “contratação” do Romances e Leituras. Vocês vão me ver por aqui inicialmente responsável pela coluna aleatoriedades e por algumas resenhas. 

Espero trazer algumas discussões interessantes sobre o maravilhoso mundo literário e saber a opinião de vocês sobre as temáticas. 

Agora, bora sentar em roda e falar sobre um livro que anda meio esquecido, o livro digital? 

Ainda lembro com detalhes do dia em que comprei o meu primeiro e-book. 
Era um dia quente, e eu acordei atrasada para a aula. Até aí, nenhuma novidade. Como sempre costumo fazer ao acordar, chequei rapidamente meus e-mails antes de correr para me arrumar a tempo de pegar o ônibus.


Oi gente!
Não sei vocês, mas eu sempre que leio um texto - ou até escrevo um - e vejo ambos os termos "série" e "saga", fico na dúvida se eles tem o mesmo significado. Por anos eu os usei como se fossem sinônimos, como se quisessem dizer a mesma coisa. Porém, esses dias me perguntaram se eu sabia a diferença entre os termos, e como não gosto de passar informações sem ter certeza fui fazer uma pesquisa, e trouxe pra vocês o resultado!

A verdade é que há sim uma diferença entre os termos, embora seja uma diferença mínima. O blog As crônicas de Zazuleigo fez uma pesquisa bem fundamentada sobre isso, e como achei o texto bem explicado, resolvi postá-lo aqui, pois creio que está bem fácil de entender.


Bianca é uma garota normal, inteligente mas não muito bonita, que nunca chamaria a atenção se suas duas melhores amigas não fossem algumas das mais populares e bonitas do colégio. A verdade é que ela sempre levou a amizade numa boa até que ela, através de Wes - o atleta gostoso do colégio, e seu vizinho - que ela é a DUFF, em inglês Designated Ugly Fat Friend. Em português seria algo como "típica amiga feia e gorda" que nada mais é do que amiga mais feia que as outras usam pra se sentirem melhores.

Revoltada ao descobrir isso, Bianca rompe a amizade com as duas e acaba pedindo ajuda a Wes para deixar de ser uma DUFF, que em contra partida quer que ela o ajude a passar com notas boas e não ser tirado do time. Em meio a isso, Bianca ainda sofre com a típica patricinha do colégio que quer o atleta para si e que não hesita em utilizar de artimanhas para conseguir o que quer, inclusive humilhando quem pisa em seu caminho.


Não é novidade pra ninguém que o sonho da vida de um Potterhead é visitar os maravilhosos cenários da Inglaterra utilizados nas gravações dos filmes - além do próprio estúdio da Warner. Como uma boa fã da série (e como uma mega planejadora de viagens) que sou, sempre pesquisei os cenários paradisíacos, ou monumentos que marcaram as cenas dos filmes, e hoje trago pra vocês alguns dos pontos turísticos e cenários que eu mais tenho vontade de conhecer que são ligados aos filmes de Harry Potter.

Os cenários utilizados são de diversas cidades e países da Grã-Bretanha, como a Escócia e a própria Inglaterra. Porém, nesse post focarei apenas na Inglaterra, que é um dos países que mais quero conhecer na vida.


Oi pessoal!
Hoje resolvi fazer um Quotes Cativantes meio diferente... Vou mostrar um pouquinho do livro S. - ou O navio de Teseu -, que é um livro muito interessante, com um projeto gráfico lindo demais e que estou super curiosa pra ler! 

Pra quem não conhece, esse livro é um projeto de JJ Abrams (de Star Wars) e Doug Dorst, que narra duas histórias ao mesmo tempo, uma no livro em si, e outra contada nas margens. Além disso o livro conta com diversos anexos que complementam tudo. Ou seja, muito original e diferente! Estou muito ansiosa pra desbravar isso tudo e decidi dividir isso com vocês, hahaah. Então vou mostrar algumas fotos e quotes do livro pra despertar a curiosidade em vocês. :D


Oi gente!
Hoje vim aproveitar essa coluna pra contar uma descoberta que fiz essa semana: a editora Globo Livros tem um Spotify! Amei essa novidade, e inclusive acho que todas as editoras deveriam adotar a ideia, hahaha. Lá eles já fizeram algumas playlists e um dos livros que tem lá é o Meu Romeu, um romance bem legal que inclusive está pra ganhar um curta metragem! Então, hoje vim mostrar um pouco dessa playlist pra vocês, que eu particularmente amei!


Dia Internacional da mulher e não tem como não fazer uma pequena homenagem às mulheres fortes que protagonizam nossos livros favoritos né? Por isso, hoje decidi trazer as top 5 personagens femininas favoritas! Vale dizer que sou bem chata quanto a protagonistas/personagens principalmente as femininas (temos uma defensora dos direitos das mulheres aqui o/), então, foi um post bem difícil de fazer, hahaha. 

Confesso, há muito mais personagens que eu gostaria de colocar nessa lista, mas tive que me ater a 5 que eu acredito representar tudo que uma mulher é/deve ser (apesar de seus defeitos, afinal ninguém é perfeito). Abaixo listei as minhas 5 favoritas, sem ordem de preferência.


Como uma boa fã de filmes/séries de heróis, ainda mais dos que possuem uma mulher como protagonista, não pude deixar de conferir Jessica Jones assim que saiu na Netflix. Nunca fui uma grande conhecedora das histórias dos quadrinhos, por isso a personagem era desconhecida pra mim, mas devo admitir que se tornou uma das minhas favoritas por sua personalidade de anti-heroína e seu humor ácido, coisa que me agrada demais em personagens de modo geral.

Jessica é uma detetive em crise, amargurada, que vive amedrontada pelos fantasmas do passado e desconta tudo em seu humor instável e seu alcoolismo. A série segue em uma linha do tempo não-linear, assim ao mesmo tempo em que vemos a protagonista em seu embate com o vilão Kilgrave, temos flashbacks de seu passado atormentado, que contam sua origem desde sua adoção até o tempo em que passou controlada pelo vilão que a persegue desde então. Este trauma de ter sido controlada e obrigada a usar suas habilidades de super força de maneira errada a persegue até hoje, e é o que a mostra como uma anti-heroína com certa fragilidade e uma alma torturada por seus arrependimentos e culpa.


Ah, então quer dizer que o blog Romances e leituras virou blog de culinária Fit? Não, gente! Eu escolhi este livro para resenha, porque além dele ter um trabalho gráfico muito bonito é um livro que eu faço questão de ter na minha cozinha.

O livro conto com 66 receitas de sucos com muita fibra, folhas e frutas essenciais para a sua saúde e como eu tomo suco verde todos os dias pela manhã há mais de 2 anos resolvi contar um pouco da minha experiência e das receitas que eu faço.O livro foi muito bem diagramado e as fotos ficaram tão bonitas que dá vontade de arrancar o suco das páginas e tomar na hora!

Eu costumo improvisar e fazer sucos com os ingredientes que eu encontro no mercado, até porque muitas folhas e frutas propostas pelo livro não são fáceis de achar e algumas são caras. Eu procuro usar as folhas e as frutas das estação. Já fiz suco verde com mirtilo, framboesa e outros berrys, mas aqui na minha cidade são caros, então troquei por maçã, melão, melancia e ficou uma delícia. 


Oi gente linda!
Esse mês nós atrasamos, mas ainda tá valendo: trouxemos o top comentarista de março! Antes tarde do que nunca! E o prêmio está super valendo a pena, então dá pra desculpar né, hahaha? Como sempre, está bem fácil de ganhar, então vamos participar e comentar muito hein!


Pra deixar avisado: todos os posts de março estão valendo pro top comentarista (exceto os de sorteio e resultado de sorteio), então se quiserem comentar nos posts anteriores, fiquem à vontade! Pra quem não conhece o modelo de top comentarista aqui do blog, seguem as regras pra provar que é realmente muito fácil de ganhar:

Elise é uma simples camponesa com uma grande família que trabalha arduamente pra viver em sua fazenda. Conformada com sua realidade, Elise nunca almejou nada além de se tornar a esposa de um comerciante, ou mesmo de um filho de fazendeiro, dando continuidade a sua parca vida no interior. Porém, nada a preparou para a devastação que a varíola causou à sua família. 

Órfã de mãe e, principalmente de carinho e alguém que velasse por ela, Elise decidiu tentar a vida na cidade, mais especificamente no castelo, onde um dia sua mãe trabalhara, e, quem sabe, assim ser motivo de orgulho para ela. Bem sucedida em seu objetivo de participar, mesmo que indiretamente, da realeza, Elise vê seus caminhos cruzando-se com os da bela e perturbada rainha Lenore. 


Hey gente linda! Tudo bem?

O Romances e Leituras decidiu participar de uma campanha super importante que visa pôr em foco e debater a questão do autismo. Pra quem não sabe, neste último fina de semana a autora Kathryn Erskine (que escreveu Passarinha - um livro com uma protagonista autista) esteve no Brasil e fez uma sessão de autógrafos em BH.

Aproveitando a vinda dela ao país e o fato de que dia 2 de abril que é o Dia Mundial da Conscientização do Autismo, a Lara Furtado (do instagram @lara.furtado) e a Aline (do instagram @ousejalivros) decidiram criar a campanha #LeiaPassarinha. A campanha durará todo o mês de março e a ideia é todo mundo ler ou reler junto o livro Passarinha e no dia 2 de abril discutir sobre ele. Além disso, a Lara e a Aline vão passar todo o mês de março fazendo publicações sobre o livro e postando informações e debates sobre o assunto. Quem quiser participar é só visitar um dos perfis das meninas e se juntar a nós!

Mas voltando ao assunto do concurso, a Editora Valentina aproveitou a sessão de autógrafos da autora pra conseguir alguns exemplares de Passarinha autografados, e um deles vai ser o prêmio do concurso Eu s2 Passarinha.


Hey gente linda! Trouxe o resultado do top comentarista desse mês o/! Primeiro quero me desculpar que o mês foi meio parado por aqui, mas prometo que março tudo volta ao normal e teremos muitas novidades!

Esse mês tivemos poucas participações, mas aos que participaram meu sincero obrigado! Vocês fazem tudo valer  pena <3.

Mas vamos ao que interessa. Dentre os 20 posts válidos que o blog teve esse mês o sorteado foi o número: