• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    A profecia do pássaro de fogo

    Há muitos anos dois povos vivem em guerra sem que os humanos saibam: os Drakharin - que possuem escamas sobre a pele e algumas habilidades especiais - e os Avicen - que possuem penas no lugar de cabelos e pelos. Echo, a protagonista, é uma humana que se encontra no meio de tudo isso: quando criança ela foi encontrada por Ala, profeta de Avicen, e desde então vive sob sua proteção. Mesmo que, sendo de uma raça diferente, nunca tenha se sentindo realmente parte dos Avicen, Echo ama Ala e seus amigos, que são como sua família.

    Do outro lado temos Caius, o Príncipe Dragão que procura manter a paz entre os povos, mas encontra grande resistência por parte de seu povo e, principalmente, sua irmã, que é a general do exército. Tanith inclusive trama um golpe ao trono para poder dar continuidade à guerra e aniquilar os Avicen. A única esperança para restaurar a paz é a profecia do pássaro de fogo, tão cheia de enigmas que ninguém conseguiu decifrá-la. Até Echo e Caius. Mesmo pertencendo a povos inimigos, eles percebem que tendo esse objetivo em comum terão que trabalhar juntos juntos para conseguir a paz. E nessa aventura eles acabam descobrindo muito mais do que esperavam. 

    Sendo uma fã de fantasia - e de capas bonitas - não pude deixar de solicitar A profecia do pássaro de fogo pra ler, e confesso que não sei porque demorei tanto para embarcar nessa aventura. Apesar de Echo não me cativar como protagonista no início, desde as primeiras páginas a autora conseguiu me envolver em sua história. Narrado em terceira pessoa, com o ponto de vista alternando entre os personagens, conhecemos as características, peculiaridades e crenças de cada povo, e devo dizer, e fantástico. A autor construiu e descreveu com muita riqueza os personagens e lugares. Amo esse tipo de narrativa intercalada, pois torna muito mais fácil termos uma visão ampla do que está acontecendo de cada lado e, se feito da maneira correta como é neste livro, nos deixa com aquela tensão gostosa de ansiedade do que está por vir.

    Os protagonistas seguem uma trajetória impressionante ao redor do mundo atrás de pistas, e a cada pista são mais perigos e revelações que conseguem. Aliás, devo fazer um destaque aqui que em muitas vezes a autora conseguiu me surpreender demais, o que é um ponto positivo. Outro ponto que devo destacar é que a autora teve a habilidade de conseguir mesclar o ritmo eletrizante da aventura com as descrições ricas dos lugares pelos quais passavam, dosando tudo na medida certa par não ficar cansativo.

    Os personagens também são extremamente bem desenvolvidos. Devo começar dizendo que amo quando os autores dão espaço para os personagens secundários se mostrarem e crescerem dentro da obra, como acontece aqui. Muitas vezes me vi gostando mais de um personagem secundário do que da própria protagonista. São todos muito profundos, complexos, e a autora explora seus conflitos internos, seus medos e anseios e acaba abordando temas que eram inesperados por mim, como o romance LGBT.

    A narrativa da autora é fluida e envolvente, tornando o livro bem rápido de ler, e a trama é muito bem desenvolvida. A autora soube deixar a gente sempre em "ponto de bala", com mil perguntas e teorias na cabeça para chegar mais na frente e descobrir algo totalmente diferente. 

    A profecia do pássaro de fogo é uma mistura de fantasia, aventura e romance - e devo ressaltar que este último foi muito bem incorporado, para não ser o foco da obra, e sim apenas um algo mais. Os personagens são bem construídos e verossímeis e o enredo surpreendente. Espero ansiosa pelo próximo volume e torcendo para ele vir com algumas respostas que não tive nesse primeiro. 

    Classificação






    Beijos,