• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Manhã de núpcias

    Atenção pode haver algum spoiler dos livros anteriores nessa resenha!

    Manhã de núpcias é, sem dúvida alguma, o meu livro favorito da série dos Hathaways até agora! Confesso que já venho esperando ansiosamente pela história de Leo desde o inicio, quando o conhecemos e minhas expectativas foram só aumentando conforme acompanhamos seu crescimento ao longo das narrativas dos livros anteriores. 

    Em minha opinião, uma das melhores sacadas da autora, e que me fez gostar tanto de Leo, é ter tido tempo de acompanhar seu desenvolvimento, mesmo que de modo coadjuvante, nas histórias de suas irmãs. Então, embora o conheçamos como um libertino sem senso algum de responsabilidade, em Manhã de núpcias já encontramos um verdadeiro Lorde, que amadureceu após tantos infortúnios em sua vida.


    Além disso, já estando no quarto livro da série, e sabendo com quem seria o enlace romântico dele - personagem cuja história também vamos conhecendo, ainda que brevemente, nos livros anteriores - me senti muito familiarizada com o ambiente, os personagens e até certo ponto, o contexto. Portanto, já comecei o livro me sentindo parte da história e torcendo muito pelo casal protagonista.

    Apesar de, como mencionei, já conhecermos os personagens e um pouco de suas histórias nos livros anteriores, aqui temos facetas deles que nunca tínhamos visto, e detalhes que não tínhamos conhecimento sobre suas vidas. Leo mostrou um lado sentimental e protetor que nunca havia visto, principalmente quando conhece o tão misterioso segredo de Catherine Marks, o que faz com que mude completamente seus modos com relação a ela - mesmo que a implicância que sempre apimentou a relação dos dois ainda permanece lá. 

    Por falar em segredo, finalmente temos detalhes do passado de Marks, e finalmente conseguimos compreender o porque de ser tão reservada, tão insegura e manter tantos segredos, mesmo quando claramente ama a família que a acolheu. É impossível não sentir compaixão por ela, e não torcer para ela finalmente ter o final feliz que merece.

    Os dois acabaram por formar um casal perfeito! A química que sempre existiu entre eles, e que se mostrava através das implicâncias e faíscas que soltavam um contra o outro, pega fogo neste livro e é lindo ver como eles desenvolvem um relacionamento, criando confiança um no outro e se abrindo, apesar dos medos que têm. 

    Aliás, esse é livro mais engraçado da série! Eu costumo dizer que, se falando em romances de época, geralmente os livros da Julia Quinn são mais recheados de humor, mas Lisa Kleypas mostrou que também sabe ser engraçada com esse livro e me arrancou boas gargalhadas. Além disso, o livro também tem um "quê" de ação, em cenas finais que só da mais emoção pra história.

    Como sempre, a narrativa é fluida e extremamente envolvente. Não larguei o livro até terminar - o que furou algumas poucas horas - e fiquei com um sorriso bobo mesmo depois do fim. Para os fãs do gênero, e da série Os Hathaways, esse livro é imperdível e uma delícia de se ler!

    Classificação




    Beijos,