• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Contato
  • Resenhas Novas

    Uma noite como esta

    Após ter lido e me apaixonado por Simplesmente o paraíso, não poderia deixar de me interessar por sua sequência, o segundo volume da série Quarteto Smythe-Smith: Uma noite como esta. Ainda mais quando este livro traz como protagonista dois personagens que me deixaram com a pulga atrás da orelha no primeiro volume: Anne, a governante que substituiu uma das musicistas do quarteto, e Daniel, o irmão de Honoria (protagonista do primeiro livro), que aparece sob circunstâncias misteriosas no livro anterior. 

    Este segundo volume começa um pouco antes dos acontecimentos do primeiro volume, quando ele decide finalmente voltar para casa e rever a família, que tanto ama, após tanto tempo longe. Ele só não esperava encontrar alguém de fora da família Smythe-Smith no trágico recital anual - e surpreendentemente com tanta falta de talento como qualquer um deles -, um alguém que lhe despertou um grande interesse.

    Uma atração forte surge entre os dois, mas, além do fato de Anne ser uma simples governanta e ele um conde poderoso, os dois estão muito envolvidos com o passado, receosos de trazer à tona coisas que não prefeririam deixar enterradas. Mas ao mesmo tempo que isso os prende, a atração e as investidas de Daniel tornam difícil para Anne resistir. 

    Confesso que senti uma pegada mais diferente da autora neste livro, e uma pegada de que gostei bem mais. Como de praxe, Julia Quinn sabe desenvolver uma história de romance na medida certa, com todos os elementos pra criar uma leitura envolvente, ágil, rápida, divertida e romântica.

    Diferente do primeiro livro, onde temos um foco bem maior no romance e na apresentação da família Smythe-Smith, aqui temos uma aprofundamento nos personagens que não senti no livro anterior. Talvez por conta do passado deles que vamos descobrindo ao longo das páginas, eu senti que conhecemos os personagens mais profundamente.

    Além disso, o mistério a cerca do passado de Anne é o toque a mais da autora, que deixa a leitura mais ágil e mais envolvente, a medida que prosseguimos curiosos, querendo saber o que tanto a personagem quer esconder. E acreditem, é um passado que faz com que o leitor fique com o coração apertado de empatia pela personagem.

    O romance entre os protagonistas é lindo demais. Acredito que pelo fato de os dois serem tão "reservados" pelo fato do que viveram em seus passados, tão hesitantes e quererem tanto fugir disso, torna tudo ainda mais belo quando eles percebem que estão apaixonados e não conseguem viver sem o outro. Os dois me ganharam completamente nesse livro.

    Outro ponto que devo destacar, que é uma qualidade nata da autora, é o fato de ela explorar todo o contexto - e isso quer dizer os personagens secundários também! -, o integrando perfeitamente à história central. Esse fato permite que as três irmãs Smythe-Smith de quem Anne cuida, sejam o alívio cômico da história, que elas tenham seu espaço e nos divirtam tanto com suas travessuras, nos conquistando com seu jeito irreverente. 

    De uma maneira geral, Uma noite como esta é um livro pra qualquer fã de Julia Quinn, aliás, pra qualquer fã de um romance histórico, daqueles com um amor lindo, protagonistas cativantes, umas tiradas de bom humor que dão um toque divertido a leitura e uma história muito bem desenvolvida e envolvente. Super recomendo!

    Classificação




    Beijos,