• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Setembro Amarelo - A importância que Você Tem

    Primeiramente, esse é um texto muito pessoal, mas a intenção é que chegue em todos vocês, que estão vivendo em todos os aspectos possíveis e muitas vezes não entendem o que é depressão ou suicídio.


    Escrever é uma das melhores apreciações da minha vida, e muitas vezes quando escrevo, percebo que muita gente se identifica com o que eu estou sentindo ou vivendo. Setembro amarelo é um mês totalmente dedicado a esse tema, por isso que queria deixar a minha mensagem.

    Muitas pessoas sofrem ou acham que sofrem de depressão, e é muito importante entender que a depressão não é uma tristeza que vai e vem, vai muito além disso. Ela é uma doença que mata, afeta mais de 121 milhões de pessoas no mundo, e isso é um número quatro vezes maior do que portadores de HIV (33 milhões). Ao contrário do que muitos pensam, que depressão é falta de Deus, ou que queremos chamar atenção, coisa de gente carente. Mas não, cara. É muita falta de informação, de conscientização, e empatia para com os outros. Não é uma tristeza aparente, é um transtorno mental que afeta totalmente nosso cotidiano, nossos gostos, nossas motivações, nossos relacionamentos.

    Como diz meu psicólogo, quando sentimos dor física, não demoramos muito pra procurarmos um médico. Portanto, quando sentimos uma dor emocional, mental, ela também não pode ser descuidada. Existem profissionais preparados e dedicados a nos ajudar, mesmo que sua família ou seus amigos não entendam o que está realmente acontecendo com você.

    Porque infelizmente, nem todo mundo quer saber o que realmente se passa dentro de você. Infelizmente nem todo mundo tem empatia ou vontade de se informar. A maioria da população quer a famosa "good vibes", só energias positivas pra si mesmo, e evita qualquer tipo de questão que considera contagiosa, que considera negativa.

    E cada um de nós sentimos de formas diferentes, a intensidade ganha força dependendo de cada um de nós, e isso influencia totalmente nas nossas decisões, e isso que pode ser fatal. O término de um relacionamento pode ser normal pra você, mas não pro outro. Uma crise familiar pode ser normal pra você, mas não pro outro. Até a pressão da faculdade pode ser normal pra você, mas não pro outro. E muita gente não consegue compreender, simplesmente banalizam, e isso causa nos doentes até uma culpa por sentir o que sente. Acreditamos que ninguém se importa e que ninguém vai sentir a nossa falta, como se nossa existência não tivesse significado.

    Isso não passa involuntariamente, ou de repente. E você que sofre, ou acha e não tem certeza, você não está sozinho. Quando não há mais ninguém, quando é só você e sua dor, a solidão e as paranoias é o que te preenche e te sufoca por completo, só você sabe o que passa, mas você não está sozinho. Músicos, escritores, cineastas, filósofos, psicólogos, e muitos outros profissionais usam disso como forma para ajudar gente como você, e eu sou uma delas. Evitem relacionamentos abusivos. Evitem pessoas que querem te fazer mal. Evitem também ser uma pessoa que causa mal e que é abusiva. Evitem situações que te deixem desconfortável. E procure ajuda. Ainda tem pessoas boas no mundo. Tem gente ruim sim, mas ainda tem aquele com coração bom disposto a te ajudar, porque você tem valor. Você tem um universo em si, e você tem um significado no mundo.

    Amigos são aqueles pra todos os momentos, não só pra sextou no fim de semana. Seja amigo de si mesmo também, se conheça. Não tente salvar o mundo antes de se salvar. A cada dia que você acorda e levanta da sua cama, é mais uma batalha ganha.



    Texto por: Ingrid