• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Como se casar com um marquês

    Como se casar com um marquês nos conta a história de Elizabeth, uma jovem órfã que após a morte de seu pai fez das tripas coração para manter sua família unida e sustentar os três irmãos mais novos. Como, na época em que vive, não existem muitas opções para uma dama ganhar dinheiro, Elizabeth acabou se tornando dama de companhia de Lady Danbury, uma idosa perspicaz, com um senso de humor e uma franqueza com as palavras que a tornam um ser humano notável. 

    Porém, mesmo com o trabalho, o dinheiro é escasso e Elizabeth se vê às beiras da completa falência, quase sem ter o que dar de comer aos irmãos e logo torna-se claro que a única chance da jovem é arrumar um marido rico que pudesse sustentar a ela e seus irmãos. Era uma opção que a assustava, ter que se casar por interesse, sem amor, mas era o único jeito. 

    Para dar início ao seu plano, Elizabeth acaba recorrendo ao livro "Como se casar com um marquês" em busca de conselhos sobre a arte da conquista: algo que ela desconhece completamente. E é justamente nesse momento que chega à casa o sobrinho de Lady Dumbury: James, o marquês de Riverdale. A pedido da tia, ele trabalha disfarçado para tentar identificar o autor de uma chantagem feita a ela, portanto se apresenta como administrador da propriedade e logo começa sua investigação tendo como primeira suspeita a dama de companhia de sua tia.

    Logo, porém, ele começa a perceber que o caráter e a inocência de Elizabeth não poderiam fazer dela uma chantagista e eles começam a criar um laço de amizade.. e até de atração um pelo outro. O problema é que, sem saber da identidade verdadeira de James, Elizabeth sabe que um romance com o administrador seria impossível devido à sua necessidade de dinheiro, o que torna a situação bem mais difícil. 

    É um fato de que a trama é um tanto clichê e em diversos momentos durante a leitura os acontecimentos se tornam óbvios, porém, mesmo assim a narrativa é tão envolvente e os personagens tão cativantes que a leitura se torna extremamente agradável e divertida. Não consegui largar o livro em nenhum momento e, em questão de horas, acabei o romance - quase virando a noite para isso. 

    Julia Quinn é daquelas autoras que te conquista logo nas primeiras linhas e que nos traz aquela história leve e reconfortante para quando precisamos de algo familiar para relaxar. É assim que me senti lendo Como se casar com um marquês. O toque de bom humor que a autora traz à história é algo característico dela e que me delicia toda vez que leio um livro de Julia. 

    Apesar de ter uma história simples e previsível, os personagens são apaixonantes e o modo como vão se envolvendo e criando um laço de amor entre eles é encantador. James é um homem desconfiado, que está cansado de lidar com interesseiros que só querem o benefício do seu título e se encanta pela simplicidade, inocência e honestidade de Elizabeth. E ela é um encanto de mulher, alguém que faria tudo pelos irmãos e que decide apostar no amor apesar de tudo. Mas quem rouba a cena mesmo é Lady Danbury, com sua inteligência velada, sua perspicácia e a franqueza de falar tudo que lhe vem à cabeça. As tiradas dessa mulher são incríveis, e confesso que foi minha personagem favorita do romance!

    De um modo geral, o romance é leve, envolvente, repleto de bom humor e de deixar o leitor suspirando de amores pelo casal principal. É contagiante acompanhar o desenlace amoroso do casal.

    Devo mencionar que, apesar de se tratar do segundo volume da série Agentes da Coroa, pude ler sem problema algum, mesmo sem ter lido o primeiro volume da mesma. Não há spoilers do livro anterior, nem nada que possa comprometer a leitura de ambos. Aliás, só me fez ter vontade de ler o primeiro da série!

    Classificação




    Beijos,