• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    No Seu Pescoço - Chimamanda Ngozi Adchie

    Americanah e Meio Sol Amarelo são algumas das obras da autora Nigeriana, Chimamabda Ngozi Adchie, que ganhou o mundo com seus discursos "O perigo da história única" e "Sejamos todos feministas" no TED Talk. 

    Neste ano, a porta voz mundial do movimento feminista lança pela Companhia das Letras, casa da autora no Brasil, um conjunto com 12 contos intitulado "No Seu Pescoço".

    Nessa coletânea vamos a vida e suas desventuras pelo olhar de protagonistas diferentes entre si, mas que tem em comum suas nacionalidades. Desse modo somos apresentados à uma pluralidade de vivências que ensinam a nós que a África é um continente composto por países singulares, com seus próprios costumes e não um "país africano", como é erroneamente conhecido.

    A leitura nos proporciona estar "no pescoço" de personagens como Nkem, uma mulher que se muda para os Estados unidos a mando do marido, apenas por uma questão de status, já que ele passa 10 meses do ano em Lagos trabalhando. Após anos vivendo na América e se adaptando as diferenças culturais, a descoberta de uma amante faz Nkem despertar para a sua realidade.

    Em "Uma Experiência Privada" estamos na pele de uma estudante que em uma visita a cidade de Kano, na Nigéria, é surpreendida por uma rebelião que a faz dividir esconderijo com uma mulher mulçumana. Em sua genialidade, a autora traz a voz de uma personagem alheia a situação e outra que vive aquilo diariamente. Assim, temos visões diferentes do quão difícil e doloroso é estar no meio deOndas de violência causadas por conflitos étnicos e religiosos. -isso soa familiar?-

    No conto que dá nome ao livro, somos protagonistas da história. Narrado em segunda pessoa, nos tornamos uma garota que deixa a Nigéria para viver nos Estados Unidos. Criamos expectativas junto com os familiares quanto a prosperidade que virá dessa empreitada, até finalmente vestir a roupa de estrangeiro e descobrir que o sonho americano que nos é vendido não é para todos.

    Nessa experiência como leitor e ouvinte, vemos as consequências dos choques culturais para o ser humano mais especificamente o povo nigeriano. Porém, isso vai além, pois cada conto trás a discussão temáticas de relações familiares, conflitos políticos, étnicos, a imigração e a posição da mulher ontem e hoje. Tudo isso com uma sensibilidade ímpar.

    Em cada conto é possível ouvir o grito, o rasgar de um papel de parede, de um estereótipo e o chamado pra uma revolução de ideias. Assim, Chimamanda com uma ferocidade sutil narra realidade dos seus, à todos aqueles que se dispõem a ouvir.

    Além dos contos já citados, vale dar mérito à "Jumping Monkey Hill" e "A Historiadora Obstinada" que vão morar em mim por muito tempo.

    Classificação: