• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Um beijo à meia-noite

    Depois de ler Quando a bela domou a fera, não achei que Eloise James pudesse me trazer uma história ainda melhor, digna de se tornar uma das minhas favoritas, mas foi exatamente o que aconteceu. Confesso que, a cada livro, a autora vem me conquistando mais e já tem seu espaço garantido na minha estante!

    Em Um beijo à meia-noite conhecemos Kate, uma moça que já vem trabalhando há anos, sujeita aos caprichos da madrasta. Depois da morte do pai, Kate se viu presa à propriedade da família e à mercê de Mariana. Ela praticamente abdicou do status de herdeira e passou a ser quase uma criada da casa. É a pedido de sua madrasta que ela vai até o castelo do príncipe Gabriel tentar convencê-lo a aprovar o casamento do sobrinho com sua meia-irmã Victoria.


    O próprio Gabriel já se encontra noivo de um princesa, da qual ele só deseja fortuna que o ajudará a cumprir suas obrigações de príncipe e cuidar da propriedade - e de todos que dependem dela. Ambos só não contavam com a atração que surgiria entre os dois e com os sentimentos que despertariam um no outro e que tornam a situação deles ainda mais complicada.

    O que mais encanta na leitura, além do romance fofo entre os personagens, é a maneira leve e divertida com que a autora conta sua história. Com narrativa em terceira pessoa, variando os pontos de vista, somos envolvidos pelo bom-humor de Eloisa, e somos rapidamente conquistados pelos personagens. 

    A interação entre os personagens é outra coisa que chama bastante a atenção na leitura. E não é só a interação entre o casal protagonista. A relação que Kate mantém com sua meia-irmã, ou com a madrinha, por exemplo, são inspiradoras. Apesar de ela ter a "madrasta malévola", Kate é cercada de personagens que a querem bem, e podemos sentir o carinho que eles têm por ela.

    Além disso, o romance entre os protagonista é simplesmente uma delícia de acompanhar! A autora soube colocar as doses certas de romantismo e sensualidade nas interações deles, sem falar nos diálogos regados a sarcasmo que me divertiram muitíssimo. O romance entre eles se desenvolveu no timing certo, com a relação entre eles se desenvolvendo aos poucos, conforme se conheciam e compartilhavam suas histórias e suas características em comum. A cumplicidade que criaram um com o outro foi sensacional. Confesso que eles se tornaram um dos meus casais favoritos da vida!

    Um beijo à meia-noite acabou por render uma leitura surpreendentemente prazerosa e divertida. O livro já figura entre os meus romances de época favoritos, de tanto que gostei. A leitura é leve, engraçada e envolvente. A autora soube desenvolver muito bem a trama, e nos brindou com uma leitura rápida e agradável. Esse é um romance de época pra quem gosta do estilo de Julia Quinn, que nos leva dos suspiros ao riso.

    Classificação

    Beijos,