• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Império das tormentas

    Império das tempestades é o primeiro livro da trilogia de mesmo nome e nos narra as vidas de Hope e Red desde à infância até os 18 ano, quando seus destinos se entrelaçam para lutar contra uma trama muito maior do que eles imaginavam.

    Red é filho de uma pintora com um ex-prostituto perdeu ambos os pais aos 8 anos de idade. Ele possui a marca dos filhos de viciados em especiaria coral - os olhos vermelhos - e é um milagre ele ter sobrevivido ao primeiro mês de vida. Mais notável ainda é ele ter sobrevivido sozinho no Círculo dos paraísos aos 8 anos - pelo menos até ele encontrar Sadie e esta se tornar sua mentora no mundo dos criminosos e assassinos e ladrões de Nova Laven. 

    Hope é de um pequeno vilarejo afastado do sul onde todos tinham uma vida difícil, mas tranquila até aparecerem os biomantes e estes exterminarem toda a população local - inclusive seus pais - em prol de um experimento científico. Hope conseguiu se esconder a tempo de se salvar, mas as imagens do horror que presenciou ficaram marcadas em sua mente. Completamente sozinha aos 8 anos, ela consegue se infiltrar em um navio que passa pelo vilarejo e o capitão do mesmo a deixa sob os cuidados dos poderosos guerreiros Vinchen. A ordem só aceita homens, mas o grão mestre do local se compadece e acolhe Hope e até mesmo a treina em segredo, tornando-a uma guerreira excelente. Após anos sob o treinamento de Hurlo, os irmãos da ordem descobrem sobre o treinamento dela e assassinam seu mestre enquanto ela foge. Novamente em uma tripulação de um navio, Hope vaga até parar em Nova Laven, quando seu caminho finalmente se cruza com o de Red.

    Que livro incrível! Comecei a leitura meio sem pretensões, mas a escrita do autor é tão envolvente, os personagens são tão cativantes e a história tão bem desenvolvida que quando vi já estava acabando o livro. Devo dizer que Império das tormentas é meramente uma introdução (ainda que muito bem desenvolvida) à história - o que me deixou um tanto frustrada. É basicamente um livro que narra, em sua maior parte, como as vidas de Red e Hope aconteceram até chegarem ao ponto de se cruzarem e se unirem em prol de um objetivo em comum, no qual eles acabam descobrindo certas coisas que envolvem uma trama maior que só acontecerá no próximo livro. Pois é, as grandes respostas, os grandes acontecimentos serão apenas no próximo volume. 

    Porém, por mais frustrante que isso seja, o que me surpreendeu foi o autor ter conseguido (mesmo assim) me fazer gostar do desenvolvimento da história. As coisas são devagar sim, demora quase meio livro pra vermos algo significante de ação, mas as pequenas cenas que se desenvolvem antes são cruciais para o desenvolvimento maior e a interação dos personagens. Acabamos por conhecer e nos tornar íntimos dos protagonistas e aqueles a sua volta.. e que personagens! Cada um tem uma personalidade própria e bem marcada, não há personagem de enfeite, todos eles são trabalhados ao longo da trama e ficamos até divididos em escolher um preferido. São personagens dotados de uma lealdade inspiradora. Mas os protagonistas.. ah os protagonistas são os melhores! Difícil não se sentir conectado com Red ou Hope. Como a maior parte da narrativa é alternada entre um e outro, eu passei o livro sem saber se ficava mais ansiosa pelo ponto de vista de Red ou de Hope. Os dois são fascinantes.

    Outro ponto que vale a pena ser destacado é o universo criado pelo autor. Ele criou uma coisa meio clichê com pontos de originalidade que deu muito certo. Temos um império, um povo extremamente segregado (ricos e pobres são como água e vinho), um controle militar ferrenho que se dá por meio de biomantes - essa é a parte diferente do livro. Os biomantes são cientistas que tem o poder de adulterar tudo que é vivo e eles fazem experimentos em seres humanos (foi o que aconteceu no vilarejo de Hope) em nome do império. É algo bem interessante, mas que acredito que foi pouco explorado - provavelmente, dada as revelações do livro, será bem mais explorado no próximo volume. 

    Ainda no âmbito do universo criado pelo autor, eu queria destacar o Círculo. Ele é quase como um muno próprio, com suas regras e até sua própria linguagem. Acredite o autor criou até mesmo várias (muitas mesmo) gírias características do povo mais pobre, que vive em meio à criminalidade e à prostituição. Gostei muito da forma como o autor abordou esse lado do império.

    A trama, como já mencionei, é muito bem desenvolvida. Devagar para chegar no ponto central da história, mas muito bem desenvolvida e cheia de ação. Acompanhar o crescimento e o modo de sobreviver de Red e Hope é fantástico e depois que eles se juntam então, fica sensacional. A parte final do livro é algo de tirar o fôlego, cheio de revelações e surpresas que nos deixam com o coração na mão - é fascinante e mal posso esperar pelo próximo volume. 

    De um modo geral, o livro é incrível! Os personagens são fantásticos e super cativantes, o autor criou um universo único, que mescla o clichê com toques originalidade e fala até de temas importantes, mesmo que sutilmente, como o papel da mulher na sociedade e a opressão e exploração da população marginalizada. A trama é bem desenvolvida e surpreendente e só posso esperar que o próximo volume será ainda melhor!

    Classificação




    Beijos,