• Home
  • /
  • Sobre o blog
  • /
  • Colunas
  • /
  • Parceiros
  • /
  • Anuncie
  • Resenhas Novas

    Extraordinárias: Mulheres que Revolucionaram o Brasil

    Maria Quitéria, Bertha Lutz, e Laudelina de Campos Melo, assim como tantas outras, foram mulheres que fizeram a diferença e usaram suas vozes para mudar a realidade em que viviam, e consequentemente, a realidade das gerações seguintes. Muitas dessas mulheres são e foram heroínas esquecidas por aqueles que contam nossas Histórias, mulheres cuja as narrativas não tiveram o mérito que mereciam.
    "Se várias gerações crescem sem saber quem são as mulheres que fizeram nossa história, que lugar no país e no mundo somos preparadas para ocupar? É urgente falar, conhecer, ilustrar e dar espaço para essas brasileiras que deixaram sua marca e se tornaram um divisor de águas em suas áreas."

    Com a proposta de trazer a tona histórias há muito esquecidas ou perdidas, a Seguinte publica, numa edição encantadora, Extraordinárias. O livro reuni nomes de muheres importantes para a cultura brasileiras, cada qual com seus desafios, exercendo profissões distintas, em épocas diferentes, mas todas mulheres comuns.

    O livro é no mínimo inspirador! Ele conversar com nós mulheres e mostra que o que temos hoje é fruto de uma luta que acontece a gerações. Que com o passar do tempo, sua crueldade não diminui e tem trazido sofrimento para muitas daquelas que lutam para se fazerem ouvidas. Essa é uma obra difícil, que não esconde a dor, mas que ainda sim carrega muita sensibilidade.

    Extraordinárias não se limita a contar histórias de mulheres, temos em muitos momentos no decorrer da leitura textos de apoio que fornecem um panorama histórico da época, quotes e indicações de livros, músicas, entre outros. No final, as autoras ainda apresentam algumas mulheres que também fizeram a diferença no país apesar de não terem nascido no Brasil.
    "Ao reunir estas histórias de vida, pudemos entender um pouco da nossa própria história, do que nos fez chegar até aqui, do que já conquistaram para nós lá atrás. E do que ainda gemos de enfrentar, pois as conquistas, às vezes, são fios frágeis de uma costura complexa e trabalhosa que não se conclui de uma hora para outra."

    Essa é uma obra que merece marcar presença nas bibliotecas e nas estantes de cada leitora, que deveria ser lida para as crianças antes de dormir, para que desde pequenas elas saibam que as princesas dos contos de fadas, são na realidade mulheres guerreiras que viveram em busca da igualdade, de voz e dos seus direitos.



    Classificação: